CH60100 - Chav. OLHO TURCO com sereia

R$ 19,00

ou 4x de R$ 5,25 no cartão

Este produto está esgotado. Veja outros produtos da loja ou entre em contato com o vendedor.

  • Comprar este produto
  • Pronta entrega

    Produto esgotado

    • Visa
    • Mastercard
    • HiperCard
    • American Express
    • Diners Club
    • Elo
    • Aura
    • Hiper
    • Discover
    • JCB
    • boleto

    Chaveiro confeccionado em Murano e metal.

    Símbolos:

    OLHO TURCO - O Nazar Boncuk ( olho turco ) é um amuleto cuja função é proteger contra mau-olhado e/ou olho gordo. Para que realmente funcione, deve ser sempre em vidro.
    Caso o vidro venha a rachar, é sinal de que o amuleto cumpriu sua função, devendo então ser descartado (de preferência, em água corrente) e substituído imediatamente por um novo amuleto.

    PEIXE - Talismã para a Prosperidade - A figura do peixe é, em diversas culturas,
    um símbolo de abundância, prosperidade e fartura .

    SEREIA - O mítico canto das SEREIAS é um chamado para se abandonar, para se lançar ao fundo, transformar-se , para deixar morrer o velho ego e emergir em uma nova forma nova com mais conhecimento e entendimento.

    É significante que Sereias sejam criaturas da água, pois a água tem valor simbólico poderoso. Água também é um símbolo de dualidade, pois ... é uma fonte de vida e abundância. Água é o símbolo que nós usamos para batismo e renascimento espiritual e renovação. É a "sopa" primordial, representa purificação e regeneração e é a fonte da qual cada um de nós nasceu.

    Porém, Água também pode ser destrutiva, quando causa inundação, afogamento, aniquilação e morte.

    Sereias encarnam todas destas qualidades e significados e são assim símbolos de morte e imortalidade. Elas chamam os homens ao desconhecido, à mudança e à transformação; a passagem essencial de um espaço para outro, de uma condição à outra.

    As lendas sobre Sereias dizem que elas serviam como escoltas durante tempos de trânsito, perigo, transformação, incerteza, viagens por mar e missões de guerra.

    "Sereias chamam" o homem quando se faz necessário que ele abandone o que é e se torne algo novo.

    O medo de sereias é o medo de perder o equilíbrio estabelecido, o medo do desconhecido, medo da transformação, medo de aprender, medo de perder a si mesmo, de perder o controle e o medo de descer às profundezas (o inconsciente).

    Oscar Wilde empregou o mito de sereia como uma alegoria da supremacia do 'coração' sobre a 'alma.' Seu "O Pescador e a Alma" (1891) , conta a história de um homem jovem que perde sua a alma para se uniar a uma sereia, ao ponderar que de nada vale uma alma sem o amor, já que uma alma sem amor torna-se má.

    • Código do produto: 1AAE20
    • Adicionado em: 03/12/2011

    Este produto está esgotado. Veja outros produtos da loja ou entre em contato com o vendedor.

  • Comprar este produto